A existência da cor está diretamente ligada à luz, pois sem ela a cor é inexistente. A cor é uma ferramenta poderosa utilizada pelos profissionais de arquitetura e/ou interiores, com o objetivo de compor ambientes. No entanto, se mal aplicada, ao longo do tempo pode provocar danos ao homem, como alterações psicológicas, já que estimula sentidos. As cores estão sempre em estudo devido a sua influência emocional, e a variedade de nuances existentes atualmente permite que se faça ambientes mais agradáveis visualmente. A escolha da cor em um ambiente, e sua relação com o homem, influenciam no aspecto psicológico, derivando disto sua importância em ser aplicada de maneira a provocar bem-estar, saúde e segurança. Atualmente, o ser humano possui um estilo de vida voltado para a competição. Constantemente seu estado emocional é testado, sofrendo alterações que podem levá-lo a situações de stress. Por este motivo, há uma constante busca de alternativas na tentativa de minimizar o estado emocional normalmente alterado do indivíduo. É neste contexto que a cor entra, quando o profissional deve estar apto a, não somente orientar seus clientes na compra de móveis e objetos de decoração, mas principalmente tornar os ambientes nos quais o homem transita em seu dia a dia confortáveis, para que possa efetuar suas tarefas com mais eficiência e satisfação.

Cor primária, o amarelo está em alta e é uma cor que será muito utilizada na decoração em 2016. Está associada a sentimentos conflitantes como gratidão, aflição, covardia, felicidade. É uma cor que excita, dá sensação de calor, anima. No escritório ou sala de estudos, a cor amarela estimula as atividades intelectuais, mas, apesar de ser uma cor estimulante, em contraste com o branco dá equilíbrio ao ambiente.

O verde é uma cor secundária, obtida da mistura do azul com o amarelo. Não é uma cor quente, e nem fria; não é clara, e nem escura, e pode ser usada em todos os ambientes, seja na parede ou em pequenos detalhes. É uma cor repousante, que transmite frescor, tranquilidade, dando sensação de conforto ao local. A combinação da cor verde com o preto fica elegante na decoração.

O azul é outra cor primária.Em tempos passados o azul era a cor predileta da nobreza, por transmitir autoridade, estabilidade, lealdade e poder, mas também calma, segurança e confiabilidade. Não é recomendado para áreas de lazer, pois é uma cor utilizada em terapias de repouso e relaxamento. Na decoração não é considerada uma cor fácil de combinar, pois um descuido pode deixar o ambiente pesado. Variações de azul no mesmo ambiente são bem-vindas.

Em muitos povos a cor vermelha é associada ao início da vida, ao fogo e ao sangue. Cor primária, é enérgica, poderosa, e ajuda na tomada de decisões. Mas não é recomendada para ambientes com pessoas excitadas ou mesmo fragilizadas, por ser usada para incitar emoções. Transmite ação, vigor, aventura, paixão, e é também ligada ao erotismo. Intensa, recomenda-se que a cor vermelha seja amenizada por tons neutros para compor na ambientação.

A cor rosa geralmente é ligada ao feminino e ao infantil, talvez por transmitir romantismo, inocência. Derivado do vermelho, a mistura com o branco o suaviza, tornando a cor delicada, floral. Se misturada ao magenta, torna-se escura e muda de conotação, passando a ser associada à sensualidade e a sedução. Combinado com laranja, o rosa dá um inusitado toque juvenil ao espaço.

Projeto: Brunete Fraccaroli

Da mistura das cores primárias amarelo com vermelho surge o laranja, que possui também o mix de emoções das duas cores. O laranja é uma cor jovem, alegre, que transmite entusiasmo, criatividade e diversão. É considerada também estimulante do apetite.

O cinza é uma mistura do branco e do preto e simboliza tanto o respeito, imponência, autoridade, como também humildade, neutralidade e praticidade. É perfeito para ser usado como base em um ambiente pois, por ser neutro, combina com a maioria das cores. É uma cor elegante que pode ser aplicada a qualquer espaço.

A cor preta é considerada por alguns como ausência de cor, por outra ausência de luz, apesar de poder ser obtida com a mistura de três cores primárias, que são o vermelho, amarelo e azul. O preto é uma cor sóbria, majestosa e transmite seriedade. Por ser uma cor clássica, torna qualquer projeto sofisticado. Mas, para ser usada com prudência, o melhor é aplica-la em pequenas áreas ou em alguns detalhes do ambiente.

A cor branca é chamada “cor da luz” porque reflete todas as cores do espectro, todos os raios luminosos mas não absorve nenhum, sendo esta a causa de sua clareza máxima. É também chamada de não cor, e significa pureza, paz, inocência. Simboliza também a virtude e o amor a Deus, porém para alguns orientais o branco simboliza a morte. Sua aplicação em um ambiente causa frescor e a sensação de maior espaço. Em excesso, pode ser depressivo e frio. Uma boa opção é mescla-lo com tons de madeira, para aquecer o ambiente.

O BE Design e Decor utiliza em seu blog imagens de sua autoria e terceiros, respeitando principalmente os direitos autorais do que é mostrado. Aqueles que identificarem uma foto de sua autoria, entre em contato conosco para adicionarmos os devidos créditos ou realizarmos a exclusão da mesma, se assim desejar. Obrigada!