Eu costumo comparar as cortinas ao cabelo que emoldura o rosto, sem elas as janelas ficam “carecas” e sem vida. Portanto, assim como é preciso cautela para escolher o corte de cabelo que combine com as feições, a escolha das cortinas também se revela muito importante na ambientação.

As cortinas variam de acordo com o ambiente em que serão usadas, e sua escolha afetará também o material para confecção como o tecido e o tipo de forro, já que nos quartos, por exemplo, por se tratar de espaço íntimo, além do controle da iluminação tem a questão da preservação da privacidade a ser considerada.

Projeto:  Mariana Dornelles e Fillipi-Sartori

Nas salas com pé direito duplo, as cortinas que descem desde o teto até o chão  proporcionam equilíbrio ao ambiente e fazem um efeito visual maravilhoso.

Em locais com incidência grande de luz, uma opção é compor dois tipos de cortinas. Neste projeto foi usada a cortina Romana no vão da janela, e as cortinas de trilho por cima possibilitando, assim, o controle da iluminação natural.

Neste loft a cortina assume várias funções como isolar ambientes, garantir a privacidade, quebrar a incidência de luz e decorar. O sistema de trilhos presos ao teto combinou perfeitamente com os trilhos de iluminação e com a proposta minimalista da ambientação.

Atualmente existem diversos tipos de persianas no mercado, desde as mais tradicionais até as mais sofisticadas. Esta sala em cores modernas recebe vários padrões e texturas, como das persianas tipo rolô pretas vazadas, que permitem a entrada sutil da iluminação.

Em cozinha e/ou área de serviço as janelas geralmente ficam localizadas encima de bancadas da pia, para aproveitamento da luz natural e arejamento. Mas, para prevenir uma possível incidência de sol nesse espaço, é aconselhável o controle de iluminação e calor. Cortina tipo romana, somente no vão da janela, é uma solução bonita e prática.

A combinação de cores em cortinas fica bem interessante, dependendo do ambiente. Nesta sala de piso em madeira clara, as cortinas vermelhas receberam um xale branco, que suaviza a intensidade da cor.

Para se proteger da claridade e da curiosidade alheia a opção neste quarto foi a colocação de varão duplo de cortina day-night em argolas, ideal para quartos. A cortina da frente, em tecido mais encorpado, bloqueia a iluminação e garante a privacidade. Já a cortina de trás é feita num tecido fino voil, que tem uma certa transparência, e permite a entrada de luz no ambiente.

As cortinas com pregas-macho se destacam por estarem sempre arrumadinhas. No entanto não são baratas, pela grande quantidade de tecido que precisa para sua confecção.

A opção por um composê de cores em um mesmo ambiente fica bonito e moderno. Neste projeto, o tecido encorpado da cortina tem seu volume disfarçado pelo modelo em pregas americanas com argolas.

Se a opção for por uma cortina estampada, pode ser colocado um detalhe liso para amenizar um pouco o padrão.

As cortinas com sistema Duofold são montadas sobre uma engrenagem moderna de cordas, que permite seu acionamento com movimentos de baixo para cima ou vice-versa. São confeccionadas com tecido em dobras que podem ser curtas, tipo plissadas, ou mais largas.

Cortinas painel são elegantes e garantem um visual clean ao ambiente, além do controle da incidência solar. São ideais para ambientes amplos, principalmente aqueles que tiverem portas tipo sacada. Podem ser compostas por dois ou mais painéis, em um tecido que seja mais firme. Quando abertos, os painéis ficam sobrepostos uns aos outros.

O BE Design e Decor utiliza em seu blog imagens de sua autoria e terceiros, respeitando principalmente os direitos autorais do que é mostrado. Aqueles que identificarem uma foto de sua autoria, entre em contato conosco para adicionarmos os devidos créditos ou realizarmos a exclusão da mesma, se assim desejar. Obrigada!