O conceito de casa integrada traz modernidade ao estilo de vida atual, onde sala e cozinha, quarto e banheiro, ou outros ambientes se fundem, para melhor desfrute de seus usuários. Uma boa maneira de promover esta integração é lançar mão de divisórias, o que é muito usual atualmente. Além de servir perfeitamente ao propósito desejado, a divisão do espaço, a simples colocação de divisórias pode complementar a decoração, dando uma nova roupagem ao ambiente.

 

Esta divisória, feita de ferro e arame, tem inspiração no formato de uma estrutura de pilar. Mas, apesar disso, deu leveza ao ambiente e, de quebra, serviu de suporte para as lâmpadas, formando uma bonita luminária.

A criatividade ganhou força neste ambiente com esta divisoria estilizada feita de madeira de eucaliptos, que separa os dois niveis do espaço.

Os cobogós fizeram parte da decoração nos anos 50, e voltaram com força total. Estilosos, são encontrados atualmente em diversos tipos de material, formas e cores, e fazem sucesso tanto em áreas externas como internas.

Esta estante divisórias além de proporcionar a divisão do espaco, tem um forte apelo estético pela delicadeza com que se posiciona no ambiente.

De origem chinesa, os biombos surgiram no século XVIII com a finalidade de proteger dos ventos e, com o tempo, passaram a ser também decorativos. São um tipo de divisória que tem como característica a mobilidade. Geralmente leves, podem ter ou não rodízios, e podem ser conduzidos de acordo com a necessidade de seu usuário.

Situadas em qualquer cômodo, as divisórias podem ser usadas para dar certa privacidade ao local onde está posicionada. Nesta sala de banho, além da privacidade esta serve como peça decorativa, conferindo beleza e harmonia ao ambiente.

Algumas divisórias podem ser fixadas sobre trilho, possuindo mobilidade. Esta, em madeira leve, além de decorativa move-se de acordo com a ventilação ou insolação, proporcionando mais conforto ao ambiente.

Os muxarabis (ou muxarabiês) foram trazidos para o Brasil pelos portugueses, no período colonial. De origem árabe, este artefato arquitetônico era usado em janelas com a função não só de ventilar e passar claridade, mas também de ver sem ser visto. São divisórias vazadas feitas em treliça de madeira, e podem ser usadas como painéis decorativos ou para esconder algumas áreas da casa, como de churrasqueira ou de serviço.

Esquadrias de vidro também podem ser usadas como divisórias de ambientes. Com estrutura em ferro, conferem um visual industrial moderno, isolando espaços sem interromper a comunicação visual entre eles. Se preferir controlar a luz, um recurso é optar por cortinas para serem acionadas de acordo com a necessidade.

O BE Design e Decor utiliza em seu blog imagens de sua autoria e terceiros, respeitando principalmente os direitos autorais do que é mostrado. Aqueles que identificarem uma foto de sua autoria, entre em contato conosco para adicionarmos os devidos créditos ou realizarmos a exclusão da mesma, se assim desejar. Obrigada!